Saturday, October 30, 2004

RICARDO E CLÁUDIO

AMIGUINHOS DE INFÂNCIA...
Lembro de alguns amiguinhos que tive quando eu tinha só oito e nove aninhos...na realidade até os dez aninhos rolava umas brincadeirinhas legais...curiosidade de criança...lembro do Ricardo e do Cláudio...dois irmãos loirinhos...eles tinham uma bundinha bem lisinha e redonda...eram safados como eu...minha bundinha também era empinada...redonda e moreninha...nossos caralhinhos eram lindos...bem durinhos...a gente brincava de tocar punheta...e de trenzinho...nunca rolou penetração...mas sacanagem sim...um dia a gente foi brincar no quintal da casa deles...começou a rolar um tesão...a gente tirou a roupa e começou a brincar de trenzinho...um atrás do outro...lembro até hoje a sensação gostosa do meu pauzinho na bundinha deles e do caralho deles na minha...roçando a cabecinha...hum...que delícia que era...com o Ricardo rolou um troca troca um dia...debaixo de uma casa abandonada...ele sentou no meu pau e a gente contava até vinte...sem penetração...depois eu sentei no dele e a gente contava até vinte...gostoso...outras vezes a gente se reuniu para sacanagens...mas sempre sem penetração...éramos virgens...garotinhos inocentes...um dia fomos tomar banho num açude...no sítio de um amigo...só de cueca...nossos paus começaram a ficar duros...os outros garotos foram embora...ficou só eu e o Ricardo...dez aninhos nós dois...ele, bem safado tirou o calção e ficou pelado...começou a me provocar...eu também tirei o meu...ele começou a olhar pra mim e bater punheta...gozou olhando minha bunda e eu gozei olhando ele se masturbando...muitas vezes a gente faltou na aula pra ficar se punhetendo juntos...era uma delícia...depois que a gente cresceu a coisa mudou...e hoje somos apenas amigos e fingimos que nada disso aconteceu...

Saturday, October 23, 2004

TETÉIA E NALÚ

Lembro das minhas primeiras experiências sexuais, na realidade sacanagens...eu tinha 6 e 7 aninhos e já gostava de brincar de médico com minhas amiguinhas...elas também tinham essa idade...lembro da Tetéia...7 anos...o nome mesmo não lembro...uma menininha linda e safada...gostava de ser examinada dos pés à cabeça...mas a parte que ela mais pedia para eu mexer era a xaninha...lisinha e branca...bem fechadinha...o bumbum pequeno mas empinadinho...magrinha e sapeca...muito sapeca...meu pinto era grosinho e pequeno...eu tinha só 6 aninhos mas já ficava com ele bem duro...era bom...dava um certo prazer quando a Tetéia brincava com ele...ela gostava de acariciá-lo...éramos inocentes...era mais curiosidade do que outra coisa...um dia, enquanto eu estava examinando ela...tirei toda sua roupa...um vestidinho azul com florzinhas amarelas...ela ficou de calcinha...eu estava de shorts e camiseta...a gente estava brincando no quintal da casa dela...tinha uma mesa grande com uma toalha enorme que ia até o chão...fomos lá pra baixo...ela ficou toda peladinha..eu tirei sua calcinha e meu shorts...meu pinto estava durinho e me dava um frio na barriga de saber que a gente ia se tocar...pedi pra ela sentar no meu pauzinho de garoto...inocentemente...que delícia sentir aquela bundinha empinada roçando meu caralhinho...estava tão bom que esqueci de tudo..não cheguei a penetrá-la..a gente nem sabia o que era isso...só paramos quando a mãe dela levantou a toalha e nos pegou no flagra...foi um escândalo...o resultado não preciso escrever...
Outra vizinha gostosinha era a Nalú...louca por mim...adorava que eu tirasse suas roupinhas e beijasse seu corpinho...eu já era um tarado e não sabia...o dia em que fomos pegos foi na sua casa...eu tinha 7 anos e ela 6 aninhos...ela tinha uma xaninha bem gordinha...linda...a bundinha perfeita e era bem safada também...eu ficava com meu pintinho bem duro quando a via peladinha...a gente se abraçava...beijava...e passava a mão um no outro...até que um dia, quando estávamos embaixo dos lençois no quarto dela, sua mão entrou e levantou o lençol...a gente estava abraçado de frente um pro outro, sem roupas, e foi aquele auê...gritos e expulsão pra sempre...nunca mais pude brincar com ela...nunca...até hoje...